26/02/17

Há um post novo no blog Blogue RBE.


Cesário Verde


  Ensina RTP |   Fernando Pessoa chamou-lhe mestre, apesar de Cesário ter deixado apenas uma obra, colectânea de uma série de poemas dispersos. Poeta que fugiu aos cânones da sua época, escreveu sobre temas mundanos, o que foi mal recebido pela crítica.   Cesário Verde estreou-se na poesia em 1873. Trazia com ele novas palavras, novas imagens e uma nova adjetivação que desafiava as regras do romantismo. Queriam-se sonetos em vez de quadras, sentimentos em vez de realismo. A (...)

25/02/17

Rede de Bibliotecas Escolares

Viva,

O blog Blogue RBE foi atualizado

IV Encontro para além de princesas e dragões - A biblioteca e a aprendizagem criativa


03 e 04 de março | Inscrição obrigatória  | Programa | Mais informações  | Biblioteca Municipal de Albergaria-a- Velha   Valor(es) da(s) Leitura(s) visa refletir sobre o humanismo e a divulgação de valores no contexto das bibliotecas e de outras estruturas de promoção da leitura. A Filosofia para crianças e jovens, a Biblioterapia e a prática do Mindfulness são alguns dos assuntos que serão abordados no encontro, que conta com a participação de autores, mediadores da (...)

24/02/17

Parabéns aos premiados!!!

Os premiados receberam um brinde e uma faixa. Todos os alunos tiveram um diploma de participação.
Parabéns a todos!!!




Trabalhos dos alunos




















As turmas...











Concurso de carnaval - desfile

O carnaval foi vivido com muita alegria por todas as crianças do pré escolar e 1º ciclo. A professora Anabela Dantas também animou o ambiente com a sua boa disposição... 
Obrigada aos pais pelo empenho, na elaboração dos fatos, com as personagem da história O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry.



















23/02/17

Rede de Bibliotecas Escolares

Camilo Castelo Branco


  DGLAB   |   Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco foi um dos escritores mais profícuos do segundo Romantismo português. Poeta, panfletário, polemista, prefaciador, crítico, tradutor, romancista, dramaturgo, bibliografo, historiador, cultor de todos os géneros, o conjunto da sua obra literária é o mais vasto e diversificado de todo o século dezanove. No romance, género que mais versou (publicou cinquenta e quatro romances), Camilo escreveu na fronteira entre o idealismo (...)